Trabalhos Clínicos

“Estudo Clínico Randomizado Placebo Controlado para avaliar a eficácia e segurança do medicamento Canova, na terapêutica de pacientes portadores de HIV/Aids em uso de antiretrovirais” (2001)

Resultados importantes comprovados pelo estudo foram a normalização das taxas das substâncias transaminase, triglicérideos e HDL, no organismo, o que demonstrou menor reação aos efeitos adversos dos medicamentos anti-retrovirais, e melhor tolerabilidade à terapêutica convencional entre os pacientes que utilizaram Canova® mais medicamentos anti-retrovirais. Concluiu-se que diante da significante diminuição da carga viral, das doenças oportunistas, dos efeitos da toxicidade e melhora orgânica geral, haverá melhor qualidade de vida, com redução significativa de custos de tratamento e de internações hospitalares com o uso do Canova®.

Ano de publicação: 2001

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

“Imunomodulador Canova – Aids e Qualidade de Vida” (2002)

O estudo demonstrou melhora do estado geral, aumento da disposição para pequenas atividades anteriormente não exercidas, ganho de peso em torno de 10%, melhora do apetite, diminuição da insônia, diminuição das câimbras, melhoria das perspectivas em relação ao futuro da doença, diminuição acentuada das infecções oportunistas, aumento dos leucócitos totais, CD4, e diminuição da carga viral. O imunomodulador Canova® mostrou-se eficiente, de fácil aceitabilidade, ou seja, houve adesão de 100% dos pacientes

Ano de publicação: 2002

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

“Estudo Clínico para Avaliação do Imunomodulador Canova na Terapêutica de Pacientes Oncológicos considerados FPT – Fora de Possibilidade Terapêutica” (2002)

Os resultados evidenciaram melhora do estado geral dos pacientes em tratamento, aumento da sobrevida, além de mudança no perfil laboratorial. Estes resultados “sugerem significância considerável deste medicamento na abordagem de pacientes com câncer. O medicamento mostrou-se uma ferramenta de utilização bastante útil com relação aos cuidados paliativos que devem ser oferecidos aos pacientes com câncer, de acordo com as recomendações da OMS — Organização Mundial de Saúde. Houve melhora significativa do estado geral dos pacientes, ganho de peso, redução de náuseas e vômitos, diminuição da astenia e aumento do bem estar geral dos doentes, devido ao novo ânimo observado a partir do momento em que eles próprios percebem sua melhora clínica, além de não terem sido evidenciados efeitos adversos.

Ano de publicação: 2002

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

“Estudo Clínico Multicêntrico de Pacientes com HIV/Aids submetidos a tratamento com o Imunomodulador Canova, associado com Antiretrovirais”

O estudo clínico multicêntrico demonstrou a eficácia do medicamento Canova® na terapêutica de pacientes portadores de HIV/AIDS, que podem ter uma sobrevida maior, associada com o aumento da qualidade de vida, através de sua reintegração na sociedade, com queda de morbidade/mortalidade, definida pela infecção do HIV. Nenhum paciente tratado com o medicamento Canova® apresentou infecção oportunista, com significativa diminuição da carga viral, aquém dos índices de excelência de resultados recomendados.

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

“Qualidade de vida e tratamento de câncer ou Aids com o Imunomodulador Canova” (2004)

O estudo evidenciou a associação direta que os pacientes tratados estabeleceram entre qualidade de vida e estar vivo, atribuindo ao tratamento, uma representação mágica da própria condição de estar vivo. Os pacientes antes do tratamento, apresentavam limitações significativas na realização de atividades rotineira: sono, alimentação, dor, atividade sexual, trabalho, etc.

Ano de publicação: 2004

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

“Avaliação do uso do Imunomodulador Canova em pacientes com câncer resgatando formas terapêuticas que possam garantir melhor sobrevida com qualidade de vida”

O estudo avaliou dados que se referem à reserva fisiológica dos pacientes como fator de mensuração de qualidade de vida. A reserva fisiológica determina a reação do paciente aos estresses fisiológicos impostos pelo câncer e por seu tratamento. Foram utilizados como marcadores para reserva fisiológica o índice de desempenho de Karnofsky — com possibilidade potencial de reinserção social e a capacidade, limitada ou não, de retorno ao trabalho, o ganho de peso corporal e exames bioquímicos: Hb, Ht, número de leucócitos e plaquetas, proteínas e função hepática.

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

“Pacientes HIV/AIDS+ tratados com o Medicamento Homeopático Canova: Estudo Prospectivo Observacional em Índices Laboratoriais, Clínicos e de Qualidade de Vida” (2005)

Esse trabalho avaliou a evolução longitudinal de pacientes HIV/AIDS+, depois de um e depois de seis meses de uso do medicamento Canova®, concomitante ou não com o uso de medicamentos convencionais. Concluiu-se que o tratamento permitiu uma melhora nos seguintes parâmetros: aumento do apetite e da energia disponível para rotina diária; diminuição da dor e depressão; diminuição das infecções oportunistas; aumento do n° de linfócitos CD4 e do n° total de eritrócitos, conduzindo a um aumento da qualidade de vida.

Ano de publicação: 2005

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

“Recuperação de pacientes com HIV/AIDS em Botswana/África, com o uso do Medicamento Homeopático Canova”. (2006)

Este estudo demonstrou que o tratamento com o medicamento homeopático Canova® foi altamente efetivo na redução da sintomatologia e na melhora da qualidade de vida dos pacientes com HIV/AIDS, uma vez que, recuperou parâmetros como: percepção geral de dor, apetite, capacidade para a realização de pequenos esforços e absenteísmo. Os resultados mostram uma mudança significativa em cada parâmetro de qualidade de vida avaliado, já no primeiro mês de tratamento, sendo que esses ganhos se mantiveram após os dezoito meses do uso do medicamento Canova®.

Ano de publicação: 2006

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

O Uso de Imunomoduladores no Tratamento da Asma (2006)

O provável mecanismo de ação do medicamento Imunomodulador Canova® ocorre por bloqueio na produção de citocinas IL-2 e IL-4 de células T ativadas, que contribuem para a resposta inflamatória; downregulation da resposta IgE alérgeno específica; além do efeito imunomodulador, melhorando as defesas do organismo. A ação do medicamento Canova® no bloqueio da IL-2 ocorre pós transcrição, inibindo a síntese protéica sem afetar a expressão do gene da IL-2. A administração do medicamento Canova® reduz os níveis de anticorpos IgE circulantes. Quando da utilização de doses adequadas do medicamento Canova®, a quantidade de anticorpos antiidiótipos aumenta, ligam-se a IgE, removendo-a da circulação. Outro possível mecanismo está relacionado a downregulation do receptor Fc-gIIB na sinalização de linfócitos B. Em conclusão, o medicamento I munomodulador Canova® é eficaz em crianças e adolescentes com asma persistente, seja ela leve, moderada ou grave.

Ano de publicação: 2006

Clique aqui para baixar este Trabalho em PDF

Os medicamentos homeopáticos CANOVA® são produzidos com padrões rígidos de qualidade e segurança, e devem ser utilizados como qualquer outra medicação, sob orientação e acompanhamento médico.